Pages

Subscribe:

06 agosto, 2011

Constituição da Literatura

DOS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS

Art. 1º A Literatura, formada pela união das literaturas de cada país do mundo, constitui-se umas das formas da Arte e tem como fundamentos:
I – a tradição;
II – a subversão;
III – a imaginação;
IV – o engenho;
V – a liberdade de criação
Parágrafo único. Todo o poder literário emana do autor que o exerce em benefício próprio, da Literatura e dos leitores.

Art. 2º São poderes da Literatura, independentes e harmônicos entre si, o Processo criativo, a Publicação e a Crítica literária.
Art. 3º Constituem objetivos fundamentais da Literatura:
I – construir e destruir visões de mundo;
II – proporcionar o desenvolvimento do senso crítico;
III – erradicar a pobreza de espírito;
IV – promover o entretenimento e a diversão;
V – promover o encontro com o sublime, através da poesia, prosa ou de outras formas literárias, nos termos desta Constituição.

DOS LITERATOS

Art. 1º São capazes do fazer literário:
I – Eu
II – Tu
III – Eles/elas
IV – Nós
V – Vós
VI – Eles/elas
Parágrafo único. Só é capaz do fazer literário aquele que o faz única e exclusivamente por necessidade de expressão artística.

Art. 2º É livre a manifestação do pensamento, sendo permitido o anonimato através do uso de pseudônimos.

SÚMULA VINCULANTE Nº 1
Muitas vezes a desventura incita o engenho. (Ovídio)
SÚMULA VINCULANTE Nº 2
Acho que foi o Maurois quem disse que a necessidade de se expressar literariamente resulta de um desajustamento, ou conflito interior, que a pessoa não consegue resolver de outra forma. (Rubem Fonseca)
SÚMULA VINCULANTE Nº 3
Toda gente é um monstro com orelhas de asno e miolos de macaco, incapaz duma idéia sensata sobre o que quer que seja. (Monteiro Lobato)
SÚMULA VINCULANTE Nº 4
Parece que existe no cérebro uma zona específica que poderíamos chamar memória poética, que registra o que nos encantou, o que nos comoveu, o que dá beleza a nossa vida. (Milan Kundera)
SÚMULA VINCULANTE Nº 5
É impossível aos homens e à natureza ultrapassar em riqueza a minha imaginação.” (Jean Jacques Rousseau)
SÚMULA VINCULANTE Nº 6
Se a uva é feita de vinho, talvez a gente seja as palavras que contam o que a gente é. (Eduardo Galeano)
SÚMULA VINCULANTE Nº 7
Os acontecidos aconteceram alguma vez, ou quase aconteceram ou não aconteceram nunca, mas têm uma coisa de bom : acontecem cada vez que são contados. (Eduardo Galeano)

2 comentários:

Poemas do Jorge Jacinto disse...

Ótimas postagens! Parabéns pelo Blog! Abraços, Jorge.

Malu disse...

Não sei porque, mas eu gosto de vir por aqui.
Sempre tem coisas deliciosas de se ler e são escritas de um jeito todo particular... ímpar.
Um grande abraço e meu carinho.

Postar um comentário