Pages

Subscribe:

24 janeiro, 2010

Bentinho procura Sherlock


-    Oi, o senhor é o Sr.Sherlock Holmes?
-    Sim, o que o senhor deseja? – Holmes perguntou enquanto acendia seu cachimbo tranquilamente.
-    Sr. Holmes, eu sou o Bentinho, muito prazer – Estendeu a mão com um olhar amistoso mas visivelmente agitado e desconfortável.
-    Prazer...O senhor deve ser brasileiro, se não estou enganado.
-    Sim, sou sim.
-    Foi o que pensei, o seu nome é bem típico.
-    É... Bem, Sr. Holmes, eu vou direto ao assunto: eu preciso da sua ajuda para descobrir se minha mulher me traiu ou não.
Holmes olhou para Watson que se encontrava num canto da sala, lendo o jornal, porém prestando atenção à conversa e ao novo visitante. Watson retribuiu o olhar de modo significativo.
- Quais são suas suspeitas, Sr. Bentinho? – Perguntou demonstrando uma certa indiferença.
- Eu acho que minha mulher, Capitu, me traiu com um amigo já falecido, e suspeito também, que nosso filho seja na verdade filho dele. – Bentinho falou tudo de uma vez, num tom baixo e áspero, assim que terminou, parecia um tanto aliviado.
-Sei... E o que o leva a pensar que ela tenha traído o senhor com esse cavalheiro que faleceu?
- Bom, na verdade não existe nenhum fato concreto que me leve a suspeitar dela, tudo o que eu tenho como suspeita é um olhar de tristeza e saudade que pude perceber em seus olhos no enterro desse nosso amigo, que ela lançou tão comovidamente sobre o túmulo. E, também, não posso deixar de negar que o nosso filho se parece muito com Escobar, meu amigo falecido.
- Ora, senhor, me perdoe, mas estas suspeitas são baseadas em suposições de um marido ciumento unicamente. Como o senhor mesmo relatou, não há nenhuma prova concreta desse adultério, e desde que o suposto amante se encontra dentro de um caixão, a sete palmos da terra, posso dizer sem sombra de dúvida que é praticamente impossível descobrir se algo realmente aconteceu entre os dois – Holmes falava num tom impaciente e quase ríspido, não tinha tempo para tratar de um caso que poderia muito bem ser fruto da mente ciumenta daquele homem. A não ser, é claro – continuou um pouco mais calmo, vendo a expressão desapontada do pobre homem – que sua mulher confesse o acontecido.
-Não, Sr. Holmes, estou aqui escondido, quero dizer, não quero que Capitu suspeite de nada, simplesmente não posso chegar e perguntar a ela: Olá, meu amor, você por acaso me traiu com Escobar? Não, não, isso nunca.
A impaciência de Holmes explodiu. – Sr. Bentinho, o senhor tem um volume de sua obra de origem? – Sim, respondeu ele, entregando um bonito exemplar de Dom Casmurro ao detetive. – Muito bem, analisarei a obra e se descobrir alguma coisa eu aviso o senhor, obrigado, tenha um bom dia. Logo que Bentinho saiu, Holmes iniciou a leitura do livro, o qual terminou em dois dias.
-Watson, é realmente impossível saber se essa traição aconteceu lendo este livro, acho que a única saída é conversar com esse senhor Machado de Assis. – Olhou, decidido, para o amigo, acendeu o cachimbo e disse: Watson, chame um carro de aluguel.

8 comentários:

Ranzinza disse...

Maravilhoso, bem bolado, bem sacado, e desgraçadamente, invejável também!!!

Nanda disse...

Ei Lívia,
Seus posts são sempre muito criativos, adorei rsrsrs
Com certeza quem ainda não leu a obra ficará muito curioso.
bjoo

Alex Carlomagno disse...

mto bom.. adorei. Li apenas um livro de Sherlock e pretendo ler mais...

gostei muito do blog tbm.. e queria saber se aceita parceria de links..

abraço

Lívia disse...

Ranzinza, Nanda e Alex, valeu mesmo, o comentário de vcs é um grande incentivo =)
bjo!

Eduardo Silveira disse...

Tbém gostei muito.
muito legal esse entrelaçamento de obras!
aliás, se algum dia vc ver algo parecido por aí, la no meu blog, não duvide, tenha certeza.. é plágio mesmo! haha

abraço.

PS: mas vcs sabem.. ela traiu mesmo. :D

soliloquioadois disse...

é tão bom quando encontramos alguém que tenha amor e criatividade literária!!! /empolgada mor

seu blog é uma das coisas mais criativas que eu já vi nas internerds! pode ter certeza que sempre estarei por aqui *-*

anyway, obrigada por comentar no meu blog. =)

tata_allstar disse...

HAHHAA!!


Adorei!
Muito bem bolado! Parabéns!

Vou te seguir!
Beijos :*

DeiSe disse...

Líviaaa!! Que maravilha de texto!!
Excelente narrativa, super criativo proporcionar um encontro entre um personagem machadiano e nada mais nada menos que Sherlock Holmes!! Mto propício!!
Parabéns!

Postar um comentário